O cálcio é um nutriente muito importante para o bom funcionamento do corpo, mas nem sempre conseguimos ingerir a quantidade ideal na alimentação diária. Por isso, a suplementação de cálcio se tornou uma excelente alternativa.

Estudos comprovam que a ingestão insuficiente desse mineral aumenta o risco de doenças como osteoporose, e os suplementos podem ajudar a manter os ossos fortes e prevenir outros problemas de saúde. Porém, só devem ser tomados sob a orientação de profissionais.

Veja a seguir a importância do cálcio para sua saúde, a quantidade ideal para cada idade, os benefícios de fazer a suplementação e os sintomas mais comuns da falta desse nutriente.

Por que a suplementação de cálcio é importante?

O cálcio é fundamental em todas as fases da vida pois, além de ajudar a manter a saúde dos ossos, atua na contração muscular, no ritmo cardíaco, na coagulação do sangue, no processo de transmissão neuromuscular e auxilia outras atividades metabólicas.

Para ingerir o necessário por dia, o ideal é consumir alimentos ricos em cálcio como leite e derivados, frutos do mar, vegetais verdes e folhosos, leguminosas, amêndoas, tofu, algas, gergelim, couve-flor, entre outros. Há ainda fatores que aumentam a absorção desse mineral no organismo, como praticar atividades físicas, expor-se ao sol ou ingerir junto com alimentos ricos em vitamina D.

Por outro lado, alguns alimentos podem prejudicar a absorção do nutriente ou até estimular sua eliminação através da urina, como o sal, café, refrigerante, chocolate, carnes vermelhas, além de tabaco, bebidas gaseificadas, alcoólicas e remédios.

Diante das dificuldades de manter uma alimentação balanceada e um estilo de vida saudável, muitas pessoas não conseguem atingir os níveis satisfatórios por meio da alimentação. Daí surge a importância da suplementação, uma forma de garantir os benefícios do cálcio para o organismo quando a ingestão por meios naturais está inadequada.

Quanto cálcio deve ser consumido?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o mineral seja consumido diariamente e a quantidade pode variar dependendo da idade. É importante saber que tanto a falta como o excesso podem ser prejudiciais à saúde.

As crianças entre 1 a 3 anos de idade devem consumir 700 mg, as de 4 a 8 anos, 1.000 mg. O consumo deve aumentar para 1.300 mg entre 9 e 18 anos para garantir o desenvolvimento corporal. Entre os 19 e 70 anos, a quantidade ideal volta para 1.000 mg por dia. Para mulheres a partir de 51 anos e homens com mais de 70 anos, a porção aumenta para 1.200 mg.

Na fase adulta, o cálcio serve para manter e aumentar a massa óssea. Já para os idosos, a ingestão deve ser maior porque a tendência é que os ossos fiquem mais fracos e porosos.

Quem pode usar a suplementação de cálcio?

A suplementação só é indicada para pessoas que ingerem a quantidade inferior às necessidades diárias. O recomendado é procurar um médico ou nutricionista, que vai analisar o caso e indicar o melhor suplemento, de acordo com as necessidades de cada um. Mas até mesmo recém-nascidos podem fazer uso de suplementos de cálcio quando existe deficiência desse mineral.

Quais os benefícios da suplementação de cálcio?

A suplementação é ideal para ajudar na manutenção dos níveis desejáveis de cálcio que deve ser ingerido diariamente. Entre tantos benefícios, auxilia na manutenção da saúde dos ossos e dentes, além de ser fundamental para outros processos metabólicos. Veja mais:

Prevenção da osteoporose

A osteoporose é caracterizada pela perda da qualidade e densidade da massa óssea, ou seja, quando os ossos não estão se renovando de maneira correta e ficam suscetíveis a fraturas. Essa doença é mais comum em mulheres, principalmente a partir dos 50 anos. Entretanto, homens também estão sujeitos à deficiência de cálcio .

Para prevenir o problema, é fundamental se preocupar em ingerir a quantidade de cálcio ideal junto com a vitamina D, que potencializa sua absorção, e praticar atividades físicas.

Reduz riscos de fratura nos ossos

O cálcio é fundamental para construir e tornar os ossos mais fortes. Ao manter os níveis ideais diariamente, é possível evitar o enfraquecimento dos ossos e, consequentemente, as fraturas.

Auxiliar na redução da obesidade

cálcio ajuda na manutenção do peso corporal ideal. Quando a ingestão está deficiente, o corpo libera o hormônio paratireoide, que estimula os ossos a liberar cálcio na corrente sanguínea para manter o equilíbrio. O problema é que esse hormônio também estimula a produção de gordura e impede a sua quebra.

No entanto, quando ingerido na medida certa, o cálcio pode agir inversamente junto com a enzima 1,25(OH)2D3 D, levando à redução da massa gorda.

Prevenção do câncer no intestino

Cientistas do Brigham and Women’s Hospital analisaram os resultados de dez pesquisas relacionadas ao câncer de intestino e constataram que a ingestão de leite e cálcio pode proteger o intestino contra o câncer de cólon e reto.

Apesar de outros estudos discordarem dessa associação, evidências indicam que o cálcio ingerido na medida correta age tornando a bile e os ácidos graxos inofensivos, o que pode auxiliar na redução de células cancerígenas no intestino.

Prevenção de hipertensão na gravidez

Um estudo da Universidade do Estado do Pará (Uepa), em Belém, aponta que a utilização de cálcio previne a hipertensão durante a gravidez. Os professores e alunos concluíram que a suplementação reduz em cerca de 50% o risco de pré-eclâmpsia.

A pesquisa ainda apontou que o cálcio também reduz o risco de nascimentos prematuros em 36%, e os eventos de morte ou sérias condições mórbidas em 20%.

Protege os dentes

O cálcio é um nutriente fundamental para manter os dentes fortes, sadios e resistentes à formação de cáries. Além do cálcio, a dieta também deve ser rica em flúor e fósforo, principalmente para as crianças. Como nosso corpo não é capaz de produzir esses minerais, é possível encontrá-los em alguns alimentos e suplementos.

Protege os músculos cardíacos

O cálcio presente na circulação sanguínea tem o importante papel de ajudar na contração do músculo cardíaco e também auxiliar o sistema nervoso a manter a pressão ideal em suas artérias. Quando o nível de cálcio está abaixo do indicado, pode causar aumento da pressão arterial, convulsões, palpitações cardíacas, entre outros.

Quais os sintomas mais comuns da falta de cálcio?

  • fraqueza dos ossos;
  • problemas frequentes nos dentes;
  • câimbras;
  • irritabilidade;
  • nervosismo;
  • ansiedade;
  • espasmos musculares;
  • formigamento nas mãos,  pés e rosto;
  • depressão;
  • alucinações;
  • pressão alta;
  • cáries;
  • queda de cabelo;
  • asma;
  • dor crônica;
  • falta de memória;
  • convulsões.

Agora que você já está familiarizado com os benefícios de uma dieta balanceada com nutrientes equilibrados, procure um profissional da área e verifique se convém administrar a suplementação de cálcio para complementar possíveis deficiências desse mineral em sua alimentação.

Gostou destas informações? Então você também vai gostar de conhecer o suplemento de cúrcuma, natural, 100% orgânico e devidamente registrado na Anvisa. Basta acessar nosso site Vivitá Suplementos.

 

Powered by Rock Convert